domingo, 29 de maio de 2011

Heróis?

Não somos heróis porque temos câncer e nem temos câncer porque somos heróis, somos pessoas comuns e isso, simplesmente aconteceu em nossas vidas.
Também já partilhei desse pensamento de que pessoas que passam por situações difíceis são escolhidas porque são fortes. 
Que nada!
Eu nem sabia que era forte, você sabe se é forte ou fraco?
Só dá pra saber quando está passando pela situação. 
Na verdade, força ninguém tem, você tem que buscar em Deus e Ele dá, pode crer que dá. E em qualquer situação que estiver, clame à Deus que Ele te responde.
Beijos.
Dag Veloso

Esperança!

25 de maio: eu estava esperando pela consulta e já havia passado pela pré então a qualquer momento seria chamada. Estava, como todos os outros pacientes, a esperar e quando chegou uma hora da tarde a secretária avisou que podíamos ir almoçar e voltar às duas, pra mim não compensa ir pra casa porque em uma hora não chego e almoço então esperei que algumas pessoas fossem embora e usei alguns bancos para deitar, ousei fazer isso no dia de hoje....rs. 
Coisa que sempre vejo outras pessoas fazerem e não tenho coragem mas hoje, por não haver muitas pessoas e eu não ter tempo de sair ousei tal façanha.
Acabei cochilando... espero que não tenha roncado! Ai que feio! Pelo menos sei que não babei! kkkkkkkkk
Mas, falando sério agora, logo que eu deitei teria pêgo no sono se não fosse uma senhora que estava à minha frente, vou explicar o que houve. 
Eu havia cumprimentado-a e fui para os bancos do fundo para me deitar e então ela (creio eu) achou graça no que fiz e se virou pra mim e me disse algo que gostei de ouvir:
_Você será tão feliz que não vai nem acreditar que um dia passou por tudo isso!
Eu estava entre o sono que me fazia fechar constantemente os olhos pesados e cansados e a felicidade de ouvir uma benção tão linda como aquela, então respodi: AMÉM
Ela não ficou satisfeita com minha resposta e começou a falar comigo sobre seu netinho, contando que ele quase morrera na noite anterior e que cria que tinha sido salvo por sua oração me dizendo que desse dia em diante iria orar por mim e então eu, no meu cansaço, respondi: AMÉM
Ainda não se contentou e ficou emocionada, limpando suas lágrimas disse novamente:
_Você vai ser muito feliz e eu quero que você se lembre do meu nome, Tarsília Tavares Taveira - disse sorrindo - é só lembrar de três t's e daí vai lembrar do meu nome. 
Então eu me levantei porque achei aquilo muito curioso, achei que devia dar mais importância ao que aquela mulher estava me dizendo e anotei seu nome. O engraçado é que é uma senhora de uns 60 anos e ela me perguntou - para meu espanto - se eu tinha email, então eu em resposta e achando graça perguntei se ela tinha um e me respondeu que não mas sua neta, sim, e completou que gostaria de ter notícias minhas. 
Então passei o meu email, meu endereço de orkut e do blog. 
Continuamos a conversar enquanto seu marido estava tomando soro, e me contou que é evangélica só que não pode ir à igreja porque seu marido não permite, então ela me disse que mesmo sentindo falta do convívio com outros irmãos ela serve à Deus do mesmo jeito e que se apega até mais por não lhe ser permitido. 
Então pela terceira vez e com lágrimas a escorrer me disse: _Você será tão feliz, seu sorriso será mais belo que agora e vai se lembrar desse dia. 
Foi só terminar essa frase, seu marido saiu e ela teve que ir embora, nos abraçamos e ela me abençoou novamente e guardou o papel com meus endereços virtuais.
Eu voltei a deitar e, com satisfação, cochilei, só acordei quando ouvi meu nome sendo chamado no microfone. Passei por consulta com cara de quem acabara de acordar.....rs. 
Me lembro que quando eu estava casada, logo após meu transplante a mãe de meu ex marido, que se encontrava doente de câncer me disse que eu teria um filho, que seria um menino e que eu seria muito feliz. Eu creio em profecias, sim, só que não me apego à elas por si só, penso que o que vem de Deus se concretiza e o que vem do desejo das pessoas, nem sempre. 
Não guardo rancor algum pelo fato da minha ex sogra ter dito algo que não se concretizou, porque sei que no seu coração era o que desejava, falava pelo amor que sentia por mim e, especialmente, pelo filho dela. Guardo na memória o semblante dela ao me falar aquilo, porque realmente disse com convicção e seus olhinhos brilhavam. Às vezes me lembro dela e sinto saudade, porque em meio às nossas diferenças houve amor verdadeiro e sei que ela era mulher abençoada.
Felicidade: Pega tudo o que tem e agradece!
Contudo uma senhora que vem de uma cidade chamada Glicério, cidade da qual nem nunca ouvi falar, me dizer isso me causou maior comoção. Talvez ela tenha me amado de imediato, isso acontece, sinto isso sempre quando vou ao hospital, ali é bastante fácil sentir amor ao próximo mas talvez tenha sido da parte de Deus. De qualquer forma, eu aceito essa doce palavra pra minha vida e esperarei no Senhor que dias melhores venham e a vida me sorria de novo. 


Dag Veloso

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Algo mais?

Hoje eu estava tão cansada que resolvi guardar meu bloco de notas, pensei que conseguiria me lembrar dos detalhes se somente observasse. 
Então já tomando o soro eu comecei a conversar com uma moça que estava ao meu lado, com sua cadeira inclinada e já iniciando a quimioterapia me disse que era seu terceiro ciclo. 
Luciana, lindo nome por sinal, tem linfoma, está ainda com os seus cabelos, ralos mas os tem, e observou que não sabia direito o que esperar das reações, que não sabia se eram reações dos remédios ou se eram psicológicas e então comecei a perguntar o que sentia. 
Enquanto ela falava me lembrava das coisas que eu sentia e olhando-a vi que seus lábios estavam trêmulos e seus dentes começavam a bater enquanto falava e eu a interrompi dizendo que também sentia muito frio quando tomava quimioterapia e então chamei a enfermeira que trouxe cobertas para aquecê-la. 
Ficamos conversando e ela me relatou como descobriram a doença, eu fiquei olhando seu rosto tão bonito, ela olhava para o teto enquanto falava, eu estava sentada e olhava pra ela, observava sua pele clara e seus cabelos escuros, uma moça tão nova devia estar estudando, trabalhando, passeando e não ali. Conforme ela descrevia as coisas que sentia e eu respondia eu percebi que estava precisando orar pois estava sem forças. Meu soro terminou e ela ainda tinha muitas outras medições a tomar, então eu a abençoei e disse que lutasse pois logo sairia dali. Ela me agradeceu e sorriu.
Eu saí da sala de quimio e me despedi, com sorrisos, das enfermeiras que ali estavam, já eram quase seis horas da tarde, fiquei no hospital 11 horas hoje e além do cansaço físico eu estava também emocionalmente cansada, então conforme andava pelo corredor vazio para sair do hospital fiquei pensando nela e não pude conter, explodi em lágrimas, pensei em sentar, pensei em sair logo dali, pensei em orar, pensei em tudo isso ao mesmo tempo mas quando percebi um dos guardas se aproximar, limpei meu rosto e me despedi saindo apressadamente. 
A superfície nem sempre condiz com a profundeza, às vezes sou forte, às vezes frágil, tento manter-me forte na superfície mas nem sempre consigo. 
Luciana tem linfoma e está fazendo hoje o terceiro ciclo de quimioterapia, está assustada como eu estive e muitas vezes ainda fico, não sabe o que vai lhe acontecer e só o que queria era estar com sua família, vivendo uma vida normal. 


E VOCÊ, PRECISA DE MAIS ALGUMA COISA?


Dag Veloso
 
Doe órgãos, alguém precisa de você.

Pérolas do Amaral

Depois de um tempo recebendo negativas da vida é difícil crer em algo. Me forço e esforço-me a ter esperança, repetindo à mim mesma que coisas incríveis, surpreendentes e boas me acontecerão.
Aqui no meio das pessoas do hospital me sinto deslocada e ao mesmo tempo ambientada, conheço tudo e conheço nada, cada situação é nova e velha, tendo seu lado ruim e nos ensinando algo bom. Isso tudo é incrível de se notar.
Já tem um ano que estou em tratamento novamente e ao escrever no bloco de notas percebo minha letra bonita e firme, há um ano eu tremia por me faltar forças até para segurar a caneta, escapava-me das mãos e minha assinatura saia irregular e feia.
A vida é assim, contém momentos extremos e alternados, pode se estar mau hoje e bem amanhã mas a esperança nunca pode morrer. Lute para isso não acontecer.
Penso com orgulho até, que há valentia nos meus órgãos, eles lutam bravamente para continuar funcionando.
Há pouco mais de dois anos fui diagnosticada com uma arritmia cardíaca, passando a tomar remédio para tratar disso. Tomei-o por alguns meses mas hoje estou livre deles, pelo menos destes. Também meus rins...
Ah abençoados rins!!! Foram heróicos desde o início. O mieloma costuma acabar com os rins de suas vitimas e "acabou", temporariamente. Hoje estão aqui em pleno funcionamento como se nada tivessem sofrido. 
Não há outra explicação para as forças que se reúnem no meu ser senão DEUS.
Nenhum remédio, nenhum tratamento, nada, absolutamente nada é capaz de fazer a vez de Deus e não é Deus complemento do tratamento e nem o tratamento complemento de Deus pois tudo é Ele.
A maneira como as coisas acontecem está sob o controle de Deus, tratamento, remédio, médicos, tudo está sob domínio dEle. 
Entre rabiscos e pensamentos encontro palavras perdidas esperando que eu as reúna e dê sentido a novas histórias, meus pensamentos vão e vêm tão rapidamente que necessito anotar palavras chaves.
Agora mesmo ao passar pela pré consulta reencontrei a mulher do lenço azul, já não com lenço azul mas, sim, um colorido. 
Quando eu a interpelei ela me disse que estava alegre e por isso as cores, pois hoje é seu ultimo dia de tratamento, já pode seguir sua vida normalmente. 
Me alegrei consideravelmente por ela, uma vencedora, conseguiu chegar onde queria, alcançou seu objetivo: VIVER. 
Agora ela vai e deixa para trás o pranto e o cansaço, dando lugar a felicidade. Se ela observou tudo com atenção, com toda certeza, aprendeu a ser feliz. 
Lembra?
Pega tudo o que tem e com um sorriso, agradece. 
A gratidão anda junto com a felicidade, uma é conseqüência da outra, não dá para separar. 
Por isso que de vez enquando digo a grande loucura de que sou grata ao mieloma (de certa forma ele), porque foi a maneira que Deus usou para que eu me tornasse alguém melhor. 
O que antes era vazio agora cheio está. Novas experiências e ricos aprendizados vieram através dele. 
O tratar de Deus me mostra o quanto sou abençoada. Creio que ninguém me inveje por isso mas ouso dizer que o que sou me dá orgulho e assim sou pelo que vivi. 
São esses momentos que percebo que em tudo há propósito e que vale a pena cada momento de nossas vidas. 
NADA É EM VÃO. NUNCA MESMO.
_____________________________________




Estava debruçada no encosto da cadeira à sua frente, uma senhora, e o seu filho lhe massageava sua costa, um momento de intimidade pura, cuidadosamente ele puxava a blusa para que não subisse e então pousou sua mão num contato de amor, respeito e cumplicidade. 
Causou-me um sentimento de tristeza, não por ela, por mim.
O rapaz agora acaricia-lhe a cabeça. 
Ainda a contemplá-los percebo que alguns dos meus sonhos se foram para nunca mais voltar. Eu já não me sinto em tempo de ser mãe e não desejo isso mas me faz falta a cumplicidade de um filho. Com minha idade eu poderia ter um filho em plena adolescência, passando por suas questões intimas de transição e me dando razão para continuar. Isso nunca vou saber, nunca vou sentir e vivenciar, só vou observar, admirar e sentir falta desta experiência. 
Seja grata por isso você que é mãe e perceba cada momento, pois todos são importantes mesmo os que são breves e comuns. 
SEJAM GRATOS, SEJAMOS TODOS GRATOS. 


Dag Veloso

 

Valorize seus momentos, porque costumamos perceber o valor deles quando não os temos mais. 

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Remédicos do Amaral Carvalho, doutores da alegria!



Vivemos um momento que a estupidez humana é nossa ameaça. Palhaços não transformam o mundo, quiçá a si mesmo. E nós, Palhaços, Tontos, Bufões, que levamos a vida a mostrar toda esta estupidez, casamos. O Palhaço é a expressão da alegria, o Palhaço é a expressão da vida no que ela tem de instigante, sensível, humana. Alegria que o Palhaço realiza a cada momento de sua ação, contribuindo para estancar, por um momento que seja, a dor no planeta terra. O Palhaço é a única criatura no mundo que ri de sua própria derrota e ao agir assim estanca o curso da violência. OS PALHAÇOS AMPLIAM O RISO DA TERRA. Por esse motivo, nós, Palhaços do mundo, não podemos deixar de dizer aos homens e mulheres do nosso tempos, de qualquer credo, de qualquer pais: CULTIVEMOS O RISO! Cultivemos o riso contra as armas que destroem a vida. O Riso que resiste ao ódio, à fome e as injustiças do mundo. Cultivemos o riso. Mas não o riso que descrimine o outro pela sua cor, religião, etnia, gostos e costumes. CULTIVEMOS O RISO PARA CELEBRAR AS NOSSAS DIFERENÇAS. Um riso que seja como a própria vida: Múltiplo, diverso, generoso. Enquanto rirmos, estamos em PAZ.

(Carta escrita no encontro internacional de palhaços RISO DA TERRA, realizado em João Pessoa, no ano de 2.000.)


Era domingo e estava internada há muitos dias sem colocar meus pés no chão, a tristeza já começava a tomar conta do meu ser quando ouvi gritos no corredor, parecia ter ouvido meu nome e ouvi mesmo e ainda outras vezes como que se me procurassem. 
De repente entraram no meu quarto os remédicos que estavam de plantão naquele dia e não saíram de lá enquanto não firmaram um sorriso em minha face, coisa que não demorou muito a acontecer.
No final ao sairem a ultima doutora voltou alguns passos até mim e me entregou uma promessinha, um versículo o qual guardo comigo até hoje, toda aquela atitude de bondade me valeu mais que muita quimio terapia e nem me causou más reações. 
Que Deus os abençoe grandemente e que continuem com essa bondade e humanidade em vocês. 
Um beijo à todos.
Dag

Isso me aconteceu em 2005 quando estava internada no Amaral Carvalho, em junho. 
Dag Veloso



Tentei postar no seu blog e não consegui de novo...rsrsrsr Se vc quiser colocar...

Dag...
Ser voluntário é tudo de bom.. Pra mim, vejo como um aprendizado. São várias lições que aprendemos em cada visita dentro do Hospital.. Mas voce pode ter certeza de um coisa: Isso nos edifica! Nos sentimos mais gente! Nos sentimos gratificados por poder, nem que por alguns segundos, poder tirar um sorriso de uma criança ou de qualquer outro paciente.. Deus colocou essa frase em meu coração: "O sorriso de uma criança tem o poder de atravessar nossa alma!! E eu creio nisso! Isso é mágico! Não tem preço!! Ver uma pessoa como você, sempre alegre, tirando forças de onde ninguem acha que poderia existir, também é maravilhoso!! Obrigado pelo seu carinho pra com a nossa turma. Reze, ore sempre pelo nosso grupo: "REMÉDICOS DO RISO" para que continuemos cumprindo com o nosso objetivo.
Um grannnde beijo no seu coração!!
Fica com Deus!!

Recebi como depoimento no meu orkut e achei que aqui é o lugar dele.... 
Beijos aos Remédicos do riso, estou com vocês em oração, sempre! Em especial ao doutor Midiga e doutora Findapicada. 

terça-feira, 24 de maio de 2011

Direito?

Ontem eu estava na aula de teologia e, além, de estar febril e com dor de garganta estava abatida com algumas coisas que aconteceram no longo do dia.
Eu estava sensibilizada de tal maneira que uma pessoa ao fazer uma pergunta ao pastor me causou grande vontade de chorar, me controlei muito porque senti vontade de me levantar e sair pela porta e não mais voltar.
Então olhei pra dentro de mim e percebi que não tenho direito algum de me ofender com nada que digam a respeito de doença e cura. 
Essas coisas fazem parte do meu crescimento espiritual, são também essas situações que vão determinar minha persistência e minha força.
O pastor deixou, já no começo da aula, uma reflexão sobre o quanto seríamos capazes de enfrentar tribulações por amor a Cristo e pensei: _Se eu fizer sempre o que tenho vontade, se me ofender sempre com as coisas que dizem e que, muitas vezes, não são com intenção de me ofender, com toda certeza, então como poderei dizer que por amor a Cristo enfrentaria qualquer situação?
Que direito tenho eu de me ofender sendo que Deus tem propósitos em minha vida e tudo é por Ele e para Ele?
O pastor Sandro tem sido um bom professor e tem sido imbuído da sabedoria do Espírito Santo pra falar comigo, porque consegue, sem ofender, tratar das coisas que precisam ser mudadas em minha vida. Bom, falando assim, parece que ele fala diretamente comigo mas não; não fala.
Ele tem sido usado pra falar na igreja como um todo e com os membros, particularmente, sem necessitar de uma aproximação direta. Isso me parece coisa que só por Deus se consegue, manter uma distância respeitadora e ser direto ao mesmo tempo.
Creio que mesmo as coisas que nos magoam são pra nos edificar. Antigamente e não há muito tempo, eu me fecharia na minha "dor" e provavelmente sairia da igreja, aliás, muitas vezes sinto vontade de sair e procurar outra igreja, mesmo hoje, só que agir como adulto não é emburrar e sair chorando. 
Ter maturidade vai além de saber dizer o que quer e pagar suas contas sozinho, tem que aprender a resolver os problemas corajosamente e encará-los de frente. 
Fugir nunca dá certo, porque suas questões vão com você intimamente e não existe maneira de se livrar delas a não ser que as resolva.
Tenho muito que aprender e ontem consegui enxergar meu talento e dom. Cada dia que passa descubro um pouco mais sobre mim e isso me dá alegria, porque mesmo entre nós na garganta e choros calados tenho conseguido prosseguir e somente Deus pra me sustentar. 
Viver é assim, você encara suas frustrações e medos, passa por cima delas e chega onde quer. Galgando as coisas que não têm necessidade e resolvendo as que são importantes você chega lá. Vá enfrente, te encontro lá, ok?


Dag Veloso




A frase que o pastor usou pra nos fazer pensar; refletir foi de Platão: "Estás enganado se pensas que um homem de bem deve ficar pensando, ao praticar seus atos, sobre a vida ou a morte. O homem de valor moral deve considerar apenas, nos seus atos, se eles são justos ou injustos, corajosos ou covardes."



segunda-feira, 23 de maio de 2011

Aceitação

Já parou pra pensar que as pessoas passam parte de suas vidas tentando ser aceitas?
Estudam, trabalham, se envolvem em grupos religiosos ou redes de relacionamentos, colocam suas melhores fotos...
Devemos aceitar as pessoas como elas são, com suas limitações e diferenças, só assim teremos o direito de sermos aceitos.


Dag Veloso

Mãe

Mãe é ser você.
Temos diferenças, brigamos, choramos, rimos, ficamos bravas uma com a outra mas é e sempre será minha mãe.
As circunstâncias da vida andaram nos colocando em lados opostos muitas vezes, não nos reconhecemos em várias situações, erramos e voltamos atrás, parece que a vida não tem sido muito legal conosco.
Mas mãe, é você quem tem amparado minhas fraquezas, é você quem tem visto meu sofrer, minhas lágrimas foi você quem andou enxugando. 
Mãe, quando eu tinha o que oferecer muitas mãos se estendiam, hoje que nada tenho é você quem está do meu lado, tentando me incentivar, tentando me acalmar, me fazendo ter esperanças. 
Muitas vezes me zanguei por não ser como eu queria que fosse mas não entendi que também não sou o que precisava que eu fosse, temos sido muito impacientes, ou melhor, eu tenho sido muito impaciente com suas atitudes mas nunca é porque não te amo mas porque me preocupo com sua vida e não quero que sofra mais do que já tem sofrido. 
Só não percebi o tanto que ando te fazendo sofrer por ser tão intolerante e exigente. 
Me perdoe mãe.
Não importa o que aconteça em nossas vidas daqui pra frente e até se não houver vida, saiba que te amo demais e você tem feito seu melhor e isso colabora pra pessoa que me tornei hoje. 
Desejo que sua vida seja brilhante, que tenha sucesso em tudo que sonha e faz, que Deus lhe prepare o melhor dessa terra e que lindos sorrisos sejam vistos em sua linda face.
Obrigada pela vida que me deu, obrigada pela educação que me deu, obrigada por ter cuidado de mim por nove meses dentro de teu ventre, obrigada pelas vezes que cuidou de mim quando estive doente, obrigada por tantas coisas que me aconselhou, obrigada por ser minha mãe. 
OBRIGADA POR EXISTIR. 
AMO VOCÊ MÃE!
Dag Veloso

domingo, 22 de maio de 2011

Damaris

Flor no deserto
Consolo no pranto
Paz na guerra
Amor na discórdia
Luz nas trevas
Sorriso na dor
Esperança no desalento
Beleza na simplicidade
Prova verdadeira de amizade


Assim é você Damaris, especial, minha prima, amiga, e lhe sou grata por todas as noites que permaneceu ao meu lado, segurando minha mão enquanto eu chorava, às vezes tentando me animar com belas palavras, às vezes só ouvindo meus desabafos ou só chorando comigo.
Me lembro do seu rostinho no escuro do quarto do hospital, iluminado somente pela luz do corredor, você me olhava com tanta cumplicidade, ternura e amor.
Ah menina! Jamais poderei esquecer que nas piores e mais sombrias horas da minha luta era você quem segurava minha mão. Deus te colocou em meu caminho, aliás, Deus te trouxe ao mundo pra me ajudar naquele momento.
Obrigada minha querida, obrigada por existir.
Te amo.
Dag Veloso



terça-feira, 17 de maio de 2011

Ânimo!

Não se pode construir um futuro se estiver ancorado no passado..... Siga em frente com o que tem, esqueça o que passou, ame muito e viva o presente que é o que Deus te dá no momento. Não anseie pelo que há de vir, nem se desanime pelo que não consegue contemplar, algo melhor sempre está pra acontecer, precisa acreditar...


Dag Veloso

sábado, 14 de maio de 2011

Me ajudem, por favor!!!

Eu estou assim sem forças, debilitada, não consigo comer, beber, nem minha própria saliva consigo engolir. Minha garganta e esôfago estão em carne viva, vomito a cada cinco minutos um liquido verde escuro, amargo e mau cheiroso, sinto fome e sêde e anseio por um pouco de água mas mesmo os enfermeiros colocando água em minha boca em um pedacinho de algodão não consigo sentí-la; não refresca, se torna amarga como minha boca. 
Meus olhos estão esverdeados, minha pele amarelada, são tantos os antibióticos que infundem em minhas veias que sinto como se os estivesse bebendo a todo instante. 
E a dor?
Nem a morfina tira a dor.
Sinto a dor dos meus ossos disputarem com a dor no meu estômago e esôfago, já nem sei qual é a dor maior, nada me traz alivio. 
Então o médico me diz que necessito de plaquetas e que não há nada no banco de sangue.
Ai meu Deus! O que vou fazer?
Estou aqui lutando pra continuar viva mas dependo de outras vidas pra isso. 
Meu Deus! O que vou fazer?
Sem elas vou morrer. 
Senhor me ajuda. 



Eu passei por essa situação. Esse é só um resumo de fatos que me aconteceram, outras pessoas estão passando por isso, igual, melhor ou pior que eu e, elas ainda têm que se preocupar em receber doações, ou seja, têm que se preocupar em receber vida de outras pessoas. 
Nossa luta - a dos pacientes de câncer - não é só nossa, dependemos da solidariedade dos nossos irmãos e não só os de sangue, os irmãos seres humanos, nossos próximos. 
Queremos viver! Sonhar como vocês sonham, realizar lindas coisas, formar famílias, ajudar outras pessoas... 
Queremos viver. Nos dêem vida, por favor!
Só precisa doar um pouquinho de si pra nos salvar e então continuar suas vidas. 
Alguém um dia me ajudou, aliás, muitas pessoas me ajudaram, foram muitas e incontáveis bolsas de sangue e plaquetas pra que eu estivesse viva, pois eu realmente passei perto da morte. 
Hoje estou aqui pra pedir ajuda para um amigo, ele está no hospital São Camilo em São Paulo, fica na Avenida Pompéia, 1178, o telefone é (0XX) 11-3677-4444, www.saocamilo.com
Eu peço que me ajudem, não é pra mim a doação, eu sei, mas é também meu o objetivo de que ele continue vivo e realize seus sonhos. Ele é especial e precisa de você. Por favor, doe!

A doação de plaquetas e sangue é para Gustavo Alves dos Santos, está internado para transplante de medula, necessitando muito desse ato de amor. 
Eu, como também ele, gostaríamos de não precisar te incomodar com isso, mas viver é tudo que queremos e precisamos de você.

Dag Veloso


domingo, 8 de maio de 2011

Livre do passado, livre para o futuro!

Algumas pessoas passam pela vida fazendo tudo errado e fazem isso com risos e sorrisos..
Eu não sei se o que se faz, aqui mesmo se paga, tenho minhas dúvidas.
Me parece mais uma questão de consciência, algumas pessoas colocam proporções imensas para suas atitudes, se auto julgam e punem, outros passam pela vida como se estivessem a passeio e, por fim,  não entendem nada, só querem se divertir, mesmo que às custas do próximo.
Isso não é algo invejável, porque existir por existir... não aprender nada... não ensinar nada... não sentir nada...
Eu, particularmante, estou fora!
Bom, eu estava pensando nessas coisas da vida e um sentimento invadiu meu coração.
Existem pessoas que se cobram de mais, proporcionam suas atitudes exageradamente e se arrependem de verdade, pedem perdão à Deus mas não conseguem se perdoar.
Outro dia eu estava angustiada e mandei um e mail para o pastor, no e mail eu dizia algo assim, questionava o porquê de Deus fazer um novo milagre em minha vida, após eu ter fraquejado.
Quanto a isso ele não me respondeu mas seu e mail me confortou mesmo assim, porque usou de sabedoria pra falar comigo sobre outras questões que me afligiam naquele momento.
Confesso que esperava a resposta para essa pergunta também mas, não tive, não vinda do pastor.
Percebi essa madrugada que algumas coisas não vêm e nem podem ser respondidas pelos outros, elas são descobertas por nós mesmos, não dá pra esperar que tudo venha à nós quando queremos, muitas vezes temos que buscar com nossas próprias forças.
Se perdoar é algo muito difícil porque você sabe que poderia ter feito diferente, sabe o caminho que tomou e que poderia ter evitado, você vê que as coisas em sua vida estão erradas por bobeira sua, porque olha a situação e se sente um tolo - é bem assim, não é?
Eu penso nas atitudes que tomei depois que me separei do meu ex marido e consigo visualizar o caminho que devia ter percorrido, consigo vislumbrar uma situação diferente em minha vida hoje, mas chorar por isso e pra sempre não vai me tirar do lugar onde estou. Olhar pra frente e analisar minhas novas escolhas baseada nas más escolhas que fiz antes é bem mais aproveitavel do que ficar me punindo pelas coisas erradas que já fiz.
Eu sempre me pergunto porque Deus me daria a dádiva da cura novamente e já me respondo dizendo que não mereço nem sequer pedir.
Sei do poder de Deus e não há dúvidas quanto a isso mas ainda não tinha entendido que Ele não fará nada por mim que eu mereça, porque as coisas que mereço não são boas, afinal, diga-se de passagem, eu também matei seu filho na cruz. Só que Deus me ama, tem misericórdia de mim e sabe do meu coração, portanto confiar nEle é minha esperança e posso isso todos os dias, porque pela misericórdia dEle nada me acusa, de maneira que eu posso, sim.
Sei que é difícil se perdoar e Deus também sabe da nossa dificuldade mas tenha certeza de que não é impossível e somente quando você se perdoar vai conseguir tirar toda essa carga de cima de você e poderá servi-Lo com o espírito leve.
Dessa forma vai poder construir seu futuro, porque estará livre do passado.
Não se pode ir pra frente enquanto estiver ancorado ao passado. 


Dag Veloso.

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Diário de Dag

Mais uns pedacinhos do meu Livro "Diário de Dag". Estava pensando no que colocar aqui e resolvi voltar no livro. Tem muita coisa aproveitável lá, tem também coisas que nem devia ter escrito e coisas engraçadas. Pois é, tem coisas engraçadas, talvez na época não tivesse graça alguma mas, ao ler hoje achei graça em algumas coisas....rs. 
Mas espero que o que escolhi pra colocar aqui hoje seja de proveito pra alguém... 
Que Deus os abençoe muito!


"RECEBI MUITAS VISITAS HOJE, ALGUNS ENTRARAM ESCONDIDOS, ATÉ.
GOSTO DISSO, FICO CANSADA MAS CONFORTA MEU CORAÇÃO.
SÓ NÃO GOSTO QUANDO ALGUEM VEM COM AQUELAS "BELAS" FRASES FEITAS, COMO EU TER SIDO ESCOLHIDA PARA PASSAR POR ISSO POR SER FORTE.
COMO SABEM QUE SOU FORTE?
OU MEDEM A FORÇA DE ACORDO COM A DOENÇA QUE SE ADQUIRIU?
QUE LOUCURA! EU NUNCA HAVIA ME DADO CONTA DO MONTE DE BOBAGENS QUE FALAMOS QUANDO, NA VERDADE, SÓ DEVERIAMOS FICAR QUIETOS.
E AS CRIANÇAS? TAMBÉM SE MEDE A FORÇA DELAS QUANDO ESTÃO DOENTES?
TUDO BEM SE QUEREM TENTAR ME ENGRANDECER COM FRASES TOLAS, PODEM FICAR A VONTADE.
MAS SABE COMO ME VEJO?
COMO UMA CRIANÇA ASSUSTADA; NÃO SEI BEM O QUE É OU COMO FAZER PRA SAIR DESSA, APENAS ESPERO QUE ALGUÉM ME JOGUE A "TÁBUA" E A MINHA DECISÃO SERÁ USÁ-LA ATÉ CHEGAR À UM LUGAR SEGURO, DÁ PRA ENTENDER?
SOMOS SERES HUMANOS QUE TÊM MEDOS E INSEGURANÇAS, NÃO SOMOS SUPER-HERÓIS SÓ PORQUE QUEREM NOS ENTITULAR ASSIM. E QUER SABER?

AS PESSOAS NOS ENTITULAM CORAJOSOS PRA AMENIZAR UM POUCO A SENSAÇÃO DE IMPOTÊNCIA DIANTE DE NOSSA SITUAÇÃO. NÃO PODEM FAZER NADA E TENTAM MASCARAR O MEDO QUE A SITUAÇÃO CAUSA.
HEI! SOMOS SERES HUMANOS... E TUDO QUE NOS FAZ DIFERENTES DOS DEMAIS É QUE NOSSA VIDA SE TORNA UMA ESPERANÇA DIÁRIA. ENQUANTO QUE PARA OS DEMAIS É QUASE QUE UMA CERTEZA, OU PELO MENOS, TENTAM ACREDITAR NISSO."


________________________________________


"SÁBADO. 02.07.05 
MEU SEGUNDO DIA EM CASA; JÁ CEDO A DÓRCAS ME CHAMOU SEGURANDO UMA BANDEJA TODA ENFEITADA COM CAFÉ DA MANHÃ. FRUTAS, GELÉIA, CREAM CHEESE, MARGARINA, TORRADAS, PÃO INTEGRAL, LEITE, CAFÉ, ACHOCOLATADO E SUCO DE UVA, E AINDA UMA FLOR ENFEITANDO  O CANTO DA BANDEJA. ACHEI TUDO LINDO MAS ERA MUITO MAIS DO QUE AGUENTAVA COMER, COM CERTEZA... RISOS.
AS CRIANÇAS ME RODEAVAM ENQUANTO ELA OLHAVA A LISTA DOS REMÉDIOS QUE EU TERIA QUE TOMAR.
A LÊ E O GABI ENFEITAVAM MINHA VIDA, ELES ERAM MEUS PRINCIPAIS REMÉDIOS. POUCO DEPOIS DO ALMOÇO A TIA MIRIAM ME LIGOU, CONVERSAMOS CERCA DE 40 MINUTOS QUANDO ENGASGUEI, FIQUEI COM VONTADE DE TOSSIR, MAS A VONTADE JÁ FAZIA SOFRER MEUS OSSOS. COMECEI A PERDER O FÔLEGO QUANDO A TIA SUZEL ENTROU NO QUARTO, ME TIROU O TELEFONE E ME ACUDIU. ELA SE DESESPEROU E DE REPENTE TODOS ESTAVAM NO QUARTO. A TIA ME SENTOU E ENCOSTOU MINHA COLUNA EM SEU CORPO, SEGURANDO COM FORÇA PARA MANTÊ-LO RETO E ME MANDOU TOSSIR.
TOSSI COM MEDO E SEM FORÇA E A DOR PERCORRIA MEUS OSSOS, CHORAVA DIZENDO QUE MINHA COLUNA ESTAVA QUEBRANDO. O SILAS ESTAVA À MINHA FRENTE E QUANDO EU DISSE ISSO ELE COMEÇOU A CHORAR. TOSSI NOVAMENTE, UM POUCO MAIS FORTE E A DOR CONTINUOU.
A TIA MANDOU QUE EU TOSSISSE UMA UNICA VEZ MAIS E O MAIS FORTE QUE CONSEGUISSE, FIQUEI COM MEDO E CHORANDO FIZ O QUE ELA DISSE. ME SEGUROU AINDA MAIS UM TEMPO E QUANDO ESTAVA ALIVIADA DA TOSSE TORNOU A ME DEITAR.
A DOR "EXTRA" POR CAUSA DO SUSTO SÓ PAROU NO DIA SEGUINTE.
MAIS A NOITE, O PESSOAL DA ÍGREJA FEZ UMA CANTATA PRA MIM. CANTARAM 3 MÚSICAS NA JANELA DO QUARTO SE REVESANDO PRA QUE EU VISSE A TODOS E ADIVINHA....?  _ MAIS CHORO!
FIQUEI MUITO FELIZ E EMOCIONADA, A DÓRCAS SEGURAVA MINHA MÃO ENQUANTO O CHORO QUE MOLHAVA A MÁSCARA SE INTERCALAVA COM OS ESPASMOS. ESTAVA DEITADA NESSE MOMENTO MAS A DOR ESTAVA SEMPRE PRESENTE.


NO DOMINGO QUIS ANDAR NO QUINTAL, ERA UMA MANOBRA DAQUELAS!!!
PRIMEIRO ME SENTAR, ME PUXAR PRA BEIRADA DA CAMA APOIANDO MINHA COLUNA COM OS BRAÇOS NA CAMA PRA QUE EU NÃO DESABASSE, DEPOIS TIRAR UMA DAS MÃOS DA CAMA E COLOCÁ-LA NO ANDADOR, JOGAR O APOIO DAS COSTAS NA MÃO QUE SEGURAVA O ANDADOR, DEPOIS COLOCAR A OUTRA MÃO COM RAPIDEZ NO ANDADOR. EM SEGUIDA RESPIRAR MUITO, JOGAR AS COSTAS PRA FRENTE E COM OS BRAÇOS ME LEVANTAR DEVAGAR USANDO MAIS A FORÇA DOS BRAÇOS DO QUE DAS PERNAS.
FORAM MUITOS OS DIAS EM QUE ME LEVANTEI ASSIM, PROCURAVA ESTAR SEMPRE SOZINHA PRA QUE NÃO VISSEM ESSA CENA TÃO PATÉTICA.
MAS SEJA COMO FOR; ANDEI E FICO FELIZ POR ISSO.


SEGUNDA, 04 DE JULHO: NONA APLICAÇÃO DE RÁDIO.
ANDEI NO QUINTAL E CONSEGUI DAR MEUS PRIMEIROS PASSOS SEM SEGURAR O ANDADOR. FOI O MÁXIMO!!!!

QUARTA, 06 DE JULHO: DECIMA PRIMEIRA APLICAÇÃO DE RÁDIO E NOVA APLICAÇÃO DE ZOMETA.
ME DISSERAM QUE NA DECIMA APLICAÇÃO DE RÁDIO AS DORES DIMINUIRIAM CONSIDERAVELMENTE.... AINDA NADA!


10 DE JULHO
HOJE COMEÇO A TOMAR O TALIDOMIDA. MINHA VIDA TOMA UM NOVO RUMO.
SONHOS ADIADOS, TALVEZ ANULADOS.
AINDA HOJE TENTO ENTENDER...
OS MEUS SONHOS ERAM SIMPLES; MARIDO, FILHOS, CASA, TOMAR CAFÉ JUNTOS, AJUDAR AS CRIANÇAS COM O DEVER DE CASA, NAMORAR COM O HOMEM DA MINHA VIDA...
O QUE FOI QUE DEU ERRADO?
NÃO PEDI RIQUEZA, STATUS, PODER, INFLUÊNCIA... SÓ QUERIA UMA FAMILIA MELHOR DO QUE A QUE TIVE.
A VIDA ME BARROU E ENQUANTO TODOS CAMINHAM, EU OS VEJO SEGUINDO PARADA AQUI ATRÁS.
HÁ DIAS EU NÃO TINHA DÚVIDAS DE QUE QUERIA VIVER, O MUNDO PARECIA ATRAENTE, ENTÃO COMECEI A ANALISAR...


ESTOU IRRITADA. ÀS VEZES FICO TÃO IRRITADA COM AS PESSOAS QUE CHEGA A COÇAR O NARIZ E ARDER OS OLHOS, SERÁ QUE ISSO EXISTE, OU É SÓ COMIGO?


PUXA! AINDA É 10 DE JULHO, OS DIAS SE ARRASTAM E SÓ O QUE FAÇO É CONTINUAR DEITADA E ESCREVENDO.
TENTO NÃO DAR TRABALHO, ME ESFORÇO PRA FAZER O MÁXIMO SOZINHA, MAS ÀS VEZES, O MÁXIMO É ESCOVAR MEUS DENTES; NA CAMA."


______________________________



Como vêem no final do relato ou capítulo, eu tinha certa instabilidade emocional. Eu nunca quis morrer até o dia em que o médico me disse que não poderia mais ter filhos, naquele dia  ele  me disse em tom sarcástico que eu ainda poderia adotar meia dúzia, foi extremamente  indelicado, acabou por me deixar ainda mais derrubada. Voltando pra casa naquele dia eu me tranquei no banheiro e me olhando no espelho via a imagem de uma mulher destruída, estava sem cabelo, inchada, vermelha pelos medicamentos, estéril... O que sobrava pra mim, então? 
Meus sonhos haviam sido aniquilados, olhando minha imagem naquele espelho e chorando pedi à Deus que me levasse pois não queria mais viver. 
Esse foi o único dia de minha vida que pedi a morte, nunca antes e nem após fiz tal pedido e não pretendo fazê-lo mais. 
Eu normalmente estava bem, recebia bem as pessoas mas tive os dias em que não queria ver ninguém, não queria ser vista, queria silêncio, queria solidão. 
Pra quem está passando por isso, não tem que se sentir menos porque meus relatos mostram uma mulher forte e batalhadora, fraquejar também faz parte e fez parte da minha luta também. Só não pode se entregar, jamais.
Eu não aceitei o que aquele médico me disse, naquele momento escolhi lutar pela minha vida e vencendo, sim, iria  parar pra ver o que havia me restado pra reconstruir minha vida. 
Após o transplante de medula eu fiquei estéril, entrei na menopausa, com exames nas mãos o médico novamente pareceu sentir certo prazer por me dar a notícia, como que mostrando estar certo mas, desta vez eu não estava tão frágil como na primeira. 
Não aceitei, levei aquele resultado à minha igreja no dia seguinte e na mesma noite Deus mudou a situação. 
Naquela semana fui atrás de um médico amigo meu e pedi que refizesse aqueles mesmos exames e assim que os peguei levei à igreja. 
O pastor Sandro que trabalha na área da saúde aceitou olhar os exames que eu mesma já tinha aberto e olhado e, junto com a missionária Janete me ajudou a testemunhar daquele milagre. 
Eu não sou estéril, talvez nunca tenha filhos e já nem é meu sonho mas sei de uma coisa, o médico estava errado de novo e não é porque ele não é inteligente, pois é dos mais inteligentes, mas é porque não crê no poder do meu Deus que formou a mim e também a ele do pó da terra, portando é dono de ambos e tem maior poder que qualquer um em todo o universo. 
Não desacredite que você pode todas as coisa, creia que pode mas somente em Cristo, porque somente Ele pode nos fazer vencedores e nos fortalecer. 
Creia no seu milagre, creia sempre. Eu creio no meu. 

Dag Veloso





Circunstâncias...

Deus também pode falar conosco através das circunstâncias, sejam elas boas ou más. Mas devemos ter cuidado para não julgar ao Senhor em meio as coisas ruins. 
Algumas pessoas encaram situações culpando e julgando Deus. 
_ Por que Ele não me ama mais?
_ O tratamento contra o câncer pode ser devastador, será que Ele ainda me ama?
_ O seu amor mudou?
Sim, Ele ama, seu amor não mudou.
Quando você enfrenta circunstâncias como essa, você pode pedir à Deus que lhe mostre o que está acontecendo e o que fazer. 
Eu orei assim, fiz essas perguntas mas nunca disse: _Senhor acho que não me ama mais.
Muitas vezes entrei na presença de Deus e vi atrás do sofrimento a cruz de Jesus Cristo e então falava: 
_ Pai não me deixe jamais olhar as circunstâncias e questionar o seu amor. 
O seu amor por mim foi provado numa cruz.
Isto nunca mudou e nunca mudará. 


Algumas pessoas passam por isso, exatamente igual, algumas passam por situação pior, como Harry que aprendeu essa lição quando seu filho de 16 anos foi diagnosticado com câncer. 
Por amor Deus mandou seu Filho pra que pudéssemos ser conduzidos à uma terra prometida, terra de descanso, terra onde louvaremos ao Senhor eternamente. 
Não importam as circunstâncias, aprenda a pensar assim nos dias bons, pra que nos dias maus você sinta o bálsamo do Espírito Santo em sua vida. 
Não importa as circunstâncias eu sou do meu Amado e o meu Amado é meu. Sou de Jesus eternamente e Ele é meu. 


Dag Veloso

terça-feira, 3 de maio de 2011

Abba Pai


Derek Redmond





Vencer não é somente chegar onde se quer, mas é a maneira como chega que o faz vencedor, de fato.... 

Os verdadeiros vencedores não precisam chegar em primeiro lugar mas, no momento que chegam, fazem a diferença. 
Ouça a música e olhe novamente as fotos. 
Dag Veloso










Lesões constantes teriam interrompido a carreira de Redmond. No Jogos Olímpicos de 1992 (Barcelona), ele saiu da rodada de abertura do 400 metros devido um ferimento em seu tendão de Aquiles. Antes das Olimpíadas de 1992, havia se submetido a oito operações devido a lesões. No entanto, ele parecia estar em boa forma para as Olimpíadas de Barcelona. Ele postou o melhor tempo da primeira rodada, e passou a ganhar o seu quartas-de-final. Na semi-final, Redmond começou bem, mas cerca de 250 metros da chegada, o tendão estalou o fazendo cair no chão de dor, mesmo assim Redmond decidiu que queria terminar a corrida. Ele começou a mancar ao longo da trilha, gravada com dor no rosto. Ele logo continuou com seu pai, Jim Redmond, que furou a segurança passando para a pista para chegar ao seu filho. Jim e Derek completaram a volta da pista, juntamente com Derek inclinada sobre o ombro de seu pai para o apoio. Quando cruzaram a linha de chegada, a multidão de 65.000 espectadores levantou-se para dar Derek uma salva de palmas de pé. No entanto, como seu pai havia ajudado no fim, Derek foi oficialmente desqualificado e no estado Olímpico registra que ele "não terminou" a corrida. Mas, na percepção do público, ele tinha acabado e feito heroicamente.


De joelhos, sim!



Em 2005 quando descobri a doença, todos os meus amigos e, especialmente, irmãos da igreja, ou melhor, das igrejas, porque foram tantas a me apoiar que não poderia apontar somente uma... bom, todas essas pessoas maravilhosas e usada por Deus, sabendo da minha paixão por músicas evangélicas passaram a me enviar cd's de todo tipo e ganhei 4 cd's gravados de uma cantata realizada numa igreja Batista que muito me emocionou e acompanhou meus momentos difíceis tornando-os mais fáceis de seguir. 
Essa música é uma delas, uma das lindas músicas que acalentaram meu ser enquanto passava pelo vale. 
Desejo que todas as pessoas tenham o grande privilégio que eu sempre tive, o de passar pelo vale com uma enorme multidão de intercessores e espectadores que me aplaudiam a cada passo dado. 




Não é fácil aprender a ser grata a todo momento, mesmo após momentos de grande tribulação nós conseguimos vacilar muitas outras vezes. 
Mas admito ser diferente dos outros, porque ouço muito as pessoas dizerem que ficam mais fiéis à Deus quando tudo está bem, comigo funciona um pouco diferente, costumo prestar mais atenção nEle quando preciso dEle, costumo sentir sua presença quando estou me sentindo só... 
Mas aprenda que louvar ao Senhor em dias bons ou maus é da mesma maneira satisfatório, da mesma maneira delicioso.
E não pense que será sempre fácil, mas pense que não importa como seja, importa, sim, que Deus estará com você a todo momento. 
Jesus é a minha saúde, Jesus é a minha vida, Jesus é o ar que eu respiro.
Jesus é tudo pra mim.
Não importa se sua vida está indo mau, se Jesus for sua vida então está indo tudo bem. 
Não importa se sua saúde está péssima, Jesus é a saúde perfeita, é o bálsamo verdadeiro. 
Não importa se você já não tem saída pra seus problemas, Jesus é a solução pra tudo. 
Jesus é o ar que nos envolve, sinta-O.




Dag Veloso